De acordo com o Decreto de Emergência publicado pelo Governo do Estado, as indústrias estabelecidas em SC podem – e devem, conforme enfatiza o Governador Moisés em suas falas – continuar suas atividades. Mas é preciso seguir protocolos que preservem a saúde dos trabalhadores.

Uma das indicações é a redução do número de trabalhadores. No ambiente de trabalho deve haver fornecimento de kits de higiene pessoal e o reforço de higienização de áreas comuns onde existam contatos das mãos (maçanetas, controles, louças de cozinha e banheiros, etc…

No caso da agroindústria, também é necessário analisar quais as atividades essenciais. Ramos como de insumos para animais podem ser mantidos, cumprindo as exigências porque o fornecimento de bens de consumo essenciais para a população não pode parar.

Caso o trabalhador apresente algum sintoma que mereça atenção quanto ao coronavirus ele deve ser imediatamente afastado do local de trabalho e permanecer em sua casa.

 

RECOMENDAÇÃO – A Polícia Militar de SC, através de sua unidade de Palhoça, encaminhou solicitação à ACIP na qual recomenda que as pessoas não façam denúncias neste sentido porque as empresas estão autorizadas a trabalhar, dentro das restrições já expostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *