O Café de Negócios da Associação Empresarial de Palhoça (acip) teve nesta quarta-feira (20.11) sua última edição deste ano novamente registrando excelente participação, 60 empresários, gestores e profissionais que que atuação nos segmentos de indústria, comércio e serviços da região. E este contingente está otimista para 2020. Uma pesquisa apurou que 73% considera as perspectivas de negócios para o próximo ano como animadoras, 17% está ainda mais otimista, acreditando num ano de crescimento acelerado, enquanto 10% indicou uma postura mais conservadora, apostando em crescimento parecido com o deste ano. Ninguém indicou resultado negativo.

O evento manteve seu formato tradicional com duas com apresentações de cases e o tradicional espaço do cafezinho para trocas entre os participantes. A Diretora de Eventos da Acip, Ana Paula Santos fez a saudação de boas vindas em nome da Diretoria. Desta vez, as apresentações ficaram a cargo das empresas Opus Certificação Digital e Margarida – Primeiro Tabelionato de Notas e Protesto.

Ricardo Wirtti da Opus Certificação Digital apresentou o novo protfólio de soluções para as empresas e também pessoas físicas através das certificações digitais nestas duas plataformas e-CPF e o e-CNPJ.
A digitalização de processos em todas as áreas passará, gradativamente, pela adoção de certificação digital em nome da praticidade e principalmente da segurança e diminuindo riscos, segundo o executivo.

– Estamos trabalhando para criar a cultural da certificação digital tanto para pessoas físicas como para jurídicas, em diversos tipos de formatos sempre visando agilizar processos mais simplificados e seguros – salienta Wirtti.

O tabelião de Palhoça, Otávio Margarida, apresentou as últimas inovações incorporadas pelo Tabelionato de Notas e Protesto Margarida, entre elas, a reestruturação interna para ampliar os atendimentos, a incorporação de um aplicativo para agilizar agendamentos e a integração com o Detran/SC para a formalização da transferência com dados compartilhados.

Junto com esta apresentação, Sergio Acy Kollet, do Instituto de Estudos de Protesto de Tíitulos do Brasil (IEPTB-SC) apresentou as vantagens do instrumento do protesto na recuperação de créditos por inadimplência junto a devedores, ao custo de R$ 5,00 por título, com abrangência estadual e até nacional.

– O Protesto Expresso SC garante ao usuário mais facilidades, rapidez na cobrança do título, baixo custo e a extrema facilidade de acesso, além da integração com todas as plataformas de registros de crediários que atuam no Brasil. Todos os demais custos são cobertos pelos devedores, além de uma participação dos cartórios neste processo. Sem dúvida, é a melhor solução para a cobrança de dívidas – afirma Kollet.

Ricardo Wirtti, da Opus Digital, Ana Paula dos Santos, Diretora de Eventos, Antônio Carlos Boeira Garcia Junior, Diretor Financeiro, Otávio Margarida, tabelião e Sérgio Acy Kollet, do Protesto Expresso SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *