A economia não pode mais parar, defende a ACIP de Palhoça!

Diante de novas medidas de restrição social determinadas pelo Governo do Estado de SC, a Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) volta a se manifestar em favor da manutenção do funcionamento de todos os setores da economia, comércio, indústria e serviços, mantidos os protocolos de segurança de saúde que já vem sendo adotados.  “A economia não pode mais parar”, assinala o Presidente da Entidade, Ivan Cadore.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O dirigente garante compreender a aflição de lideranças e das autoridades da Saúde em relação ao comprometimento da capacidade instalada da rede hospitalar, mas considera fundamental fazer o combate ao alastramento da doença com as empresas em pleno funcionamento.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
– Os ambientes comerciais de fluxo como shopping, galerias, lojas, restaurantes, bares, clínicas, agências bancárias e demais estabelecimentos mantem seus normativos de prevenção, principalmente o uso da máscara, obrigatório.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A ACIP também acredita ser possível uma liberação maior das atividades dos segmentos ligados ao turismo, principalmente agora que vai começar a chamada alta temporada.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

 “A injeção extra de recursos que os turistas deixam aqui é fundamental para o crescimento da economia local e isso não acontece só em Palhoça, mas em toda a faixa litorânea, sem contar outros nichos como o turismo rural, da serra, o religioso e o motivado por práticas desportivas e trilhas pela natureza. SC é um estado turístico e não pode se fechar quando o momento lhe será favorável”, acrescenta o dirigente.

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também