ACIP Discute novas estratégias para a Segurança Pública

 

A reunião de Diretoria da Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) desta segunda-feira (02.10) contou com a participação do comandante do 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM), com sede em Palhoça, Tenente-Coronel Jacob Quint Neto, e da Delegada Regional de Palhoça, Beatriz Ribas Dias dos Reis, quando foram discutidas ações conjuntas que tenham condições de ser colocadas em prática para melhorar o nível de segurança do município de Palhoça.

O Presidente da ACIP, Marcos Cardoso, considera fundamental esse contato direto com as autoridades para que as reivindicações da classe empresarial, que é um dos campos de atuação da ACIP, possam ter mais resolutividade.

– A segurança é uma preocupação permanente da Sociedade e o que temos hoje é uma população amedrontada com seguidas ocorrências cada vez mais violentas, com uso frequente de armas de fogo, colocando a vida das pessoas em risco.  A  ACIP vai estar sempre próxima das autoridades de segurança pública da região, dialogando e oferecendo apoio dentro de suas possibilidades para sempre contribuir ao processo – disse  Cardoso.

O Tenente-Coronel Jacob Quint Neto apresentou dados oficiais da PM indicando uma boa notícia, a redução em 10% dos casos de roubos e de 8% de furtos este ano em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados têm como base ocorrências geradas pelo telefone de emergência 190, que concentra de 90% a 95% das ocorrências. Ele também mencionou a apreensão de cerca de uma tonelada de maconha, 5 mil pedras de crack e 59 armas de fogo. Quint entende que o trabalho da PM deve ser intensificado na prevenção e na fase de monitoramento/patrulhamento  para que estas ações possam acarretar a diminuição ainda maior do número de ocorrências.

A delegada Beatriz reiterou informações prestadas em outras oportunidades, enfatizando que a falta de recursos é o principal entrave para que a Polícia Civil possa se equipar melhor e prestar um serviço eficiente no tocante à prevenção e combate ao crime. “Nossa dificuldade para manter o nível de atendimento é enorme, já que o Governo do Estado tem anunciado cortes no orçamento. Precisamos contar com o apoio dos segmentos organizados da Sociedade, como é o caso da ACIP de Palhoça, para minimizar os efeitos dessa falta de verbas e buscar novas soluções”, afirmou Beatriz.

A ACIP, por sua vez, com foco na resolutividade, estará levantando as necessidades de segurança pública e articulando parcerias com instituições a fim de buscar recursos para auxiliar estas necessidades.

– Após o levantamento de necessidades faremos a prospecção de fontes de recursos, sejam estas públicas ou privadas, articuladas com a esfera municipal, estadual,  federal e atém mesmo fontes internacionais. Nossa contribuição será em identificar fontes e estruturar projetos para busca de recursos – complementou a Diretora de Capacitação, Larisa Hemkemeier Webber de Mello.

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também