ACIP protesta contra o reajuste de Energia Elétrica.

No momento em que enfrentamos a fase mais aguda da crise humanitária e econômica em função da Pandemia do Novo Coronavirus, é simplesmente inaceitável que a conta de energia elétrica seja reajustada no patamar que foi anunciado pela Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina). Item essencial para todos, a energia elétrica vai impactar de modo direto todos os custos e as despesas de empresas e famílias.

A Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) repudia esta medida e se compromete a atuar, ao lado de demais entidades de representação empresarial, em uma mobilização capaz de reverter seus efeitos até que o contexto econômico possa se recuperar aos níveis anteriores de março deste ano.

Ao mesmo tempo, a ACIP defende uma profunda revisão nos critérios de composição de custos da tarefa de energia, principalmente na alíquota destinada ao Governo de Estado, que chega até a 25%, patamar altíssimo em relação a outros enquadramentos de insumos em setores mais competitivos.

Palhoça, 21 de agosto de 2020

A Diretoria

acessar a

Área do Associado