ACIP vai atuar em busca de solução para impasse jurídico na região Sul

A Associação Empresarial de Palhoça (ACIP), promoveu (26.10) uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para em que foi decidida uma intervenção da Entidade no sentido de ajudar a destravar uma proibição imposta à Prefeitura de Palhoça na concessão de alvarás para instalação de empresas na região Sul.

O formato escolhido para esta intervenção é o pedido para se tornar Amicus Curiae, onde a Entidade se apresenta como interveniente para fornecer subsídios específicos a este processo que corre na Justiça entre a Prefeitura de Palhoça e o Ministério Público Federal (MPF). A ACIP procurará, nesta intervenção, oferecer melhor base para a discussão do processo buscando mostrar a relevância econômica e social para esta liberação de permissão de funcionamento de empresas vai acarretar para o Sul de Palhoça.

O Presidente da ACIP, Ivan Cadore, considerou a AGE muito importante para aglutinar a representatividade do setor Sul de Palhoça, que tem forte atratividade para a atividade turística.

– Entendemos que o mais importante é que as lideranças das várias praias da região se unam para que todos juntos possamos fazer a defesa de pleitos que tragam benefícios a todos, independente da localização. Juntos seremos sempre mais fortes – reiterou o dirigente, mencionando o slogan que é o pilar do associativismo.

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também