Banco do Empreendedor quer fortalecer parceria com a ACIP

O Presidente do Banco do Empreendedor, Luis Carlos Floriani, participou de reunião de Diretoria da Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) (18.03) onde manifestou intenção de fortalecer a parceria entre as entidades, destacando que a ACIP é uma de suas fundadoras e tem cadeira no Conselho Deliberativo da instituição. O Banco do Empreendedor é focado em oferecer soluções em microfinanças para estimular os negócios de pequeno porte nos municípios em que atua.

Recepcionado pelo presidente em exercício, Everson Mai e demais diretores, Floriani esteve acompanhado do agente de crédito da unidade de Palhoça, Celito de Souza Júnior e do conselheiro Vinicius Seibel, que é o representante da ACIP no Conselho Deliberativo do banco.

O Banco do Empreendedor fechou o ano de 2018 com R$ 409 milhões aplicados em cerca de 100 mil operações de crédito, cujos valores oscilaram entre R$ 500,00 e R$ 20 mil. A unidade de Palhoça realizou, desde a sua abertura, em 2014, mais de 4 mil operações totalizando cerca de R$ 16 milhões.

Palhoça tem hoje cerca de 9 mil micro empreendedores individuais o que, segundo Floriani, representa um grande potencial de mercado para o principal produto do Banco.  Um dos principais atrativos é o acesso ao programa juro zero, em conjunto com o governo do Estado e prefeituras municipais e que tem participação das associações empresariais, já que um dos requisitos da tomadora de recursos é ser filiada a uma entidade.

O Diretor Jurídico da ACIP, Ivan Cadore, considerou bastante produtiva a visita dos representantes do Banco do Empreendedor e acredita que nossa possibilidades de parceria poderão ser estabelecidas para atendimento do micro empresários que são a grande maioria no atual cenário econômico da região.

O Banco do Empreendedor  foi a primeira organização criada e instalada pelo Programa  Crédito de Confiança, implantado de um termo de cooperação assinado em maio de 1999 entre Governo de Santa Catarina, Badesc, Sebrae-SC  e Fampesc, com a adesão de outras entidades organizadas, representantes de entidades e das comunidades que compõe a Região da Grande Florianópolis e que passaram a ser fundadoras desta Organização Não Governamental, hoje transformada em Organização da Sociedade Civil de Interesse Publico (OSCIP).

 

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também