CEF permite pausa de dois meses em contratos habitacionais

A Caixa Econômica Federal anunciou um pacote de medidas para minimizar os efeitos do coronavírus na economia. Entre elas, a redução dos juros em várias linhas de crédito e suspensão do pagamento de dívidas por 60 dias, inclusive das prestações de financiamentos imobiliários. Com isso, o banco pretende injetar R$ 78 bilhões na economia.
De acordo com a Caixa, será possível pausar até dois meses de contratos habitacionais, tanto para pessoa física, quanto jurídica (empresa), desde que estejam adimplentes ou com até dois meses em atraso. Os encargos pausados serão incorporados ao saldo devedor.
O serviço Pausa Estendida, que está sendo oferecido em caráter emergencial, pode ser acessado através do aplicativo Habitação Caixa ou pelo Telesserviço (telefones 3004-1105 para capitais e 0800-726-0505 para demais cidades, opção 7 da URA, de segunda a sexta feira, das 8h às 20h), exclusivamente para contratos habitacionais Pessoa Física”, informou a Caixa.
O banco ressaltou ainda que uma nova versão do aplicativo com o serviço foi ativada sendo necessária sua atualização por meio da loja Google Play.

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também