Lançada campanha em favor da comunidade Frei Damião

Para prevenir a proliferação do novo coronavírus, as aulas nas escolas da rede pública, bem como as atividades de contraturno escolar em Organizações da Sociedade Civil (OSCs) de Palhoça foram temporariamente suspensas. É nestes espaços que muitas crianças e adolescentes da comunidade Frei Damião fazem suas refeições diárias. Além disso, é onde ficam seguros e recebem atendimentos adequados para que as famílias possam trabalhar. Sem esses serviços, as pessoas mais vulneráveis sentem impactos que vão além do temor relacionado à doença.

Ainda em função das recomendações de isolamento social, famílias cuja subsistência é proveniente de trabalhos informais e autônomos não têm conseguido gerar renda para garantir alimentação e sustento familiar. Grande parte das pessoas que residem na comunidade Frei Damião precisam de acesso à alimentação.

De acordo com dados do IBGE, o censo de 2010 apontava que a comunidade é formada por uma população entre 5.100 e 5.500 pessoas (3,75% do total da população municipal) distribuídas quase 1.500 domicílios. Lideranças comunitárias estimam que aproximadamente 600 famílias moram na área de 30.000 m².

Considerando que o acesso à alimentação é um direito básico e fundamental, e reiterando seu compromisso social e comunitário o Grupo Pedra Branca, a Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) e Associação de Moradores da Pedra Branca (AMO) criaram, em parceria com o Instituto Comunitário Grande Florianópolis (ICOM), um Fundo de Apoio às Famílias da Comunidade Frei Damião.

 O Fundo será gerido e terá apoio técnico do ICOM, organização que trabalha há quase 15 anos estimulando o investimento social e fortalecendo organizações da sociedade civil na região da Grande Florianópolis.

 

Objetivo

 Garantir o acesso das pessoas a alimentos seguros, nutritivos e suficientes, assim como itens de higiene e de limpeza durante o período de distanciamento social em decorrência do coronavírus na comunidade Frei Damião, em Palhoça.

Como vai funcionar

 

Etapas:

 

  1. Criação do Fundo de Apoio

 

O Grupo Pedra Branca, a Associação Empresarial de Palhoça e a Associação de Moradores da Pedra Branca, com apoio técnico e gestão do ICOM, estruturaram um Fundo de Apoio às Famílias da Frei Damião, disponibilizando inicialmente parte dos recursos do Fundo Social Pedra Branca, no valor de R$ 15.928,42, fruto de parceria prévia entre o ICOM e o Grupo Pedra Branca.

 

Foi disponibilizada uma conta corrente exclusiva, em nome do ICOM, para receber novas doações de pessoas físicas e jurídicas frente à situação emergencial causada pelo coronavírus.

 

  1. Arrecadação de Recursos Financeiros e Coparticipação

 

O processo de arrecadação de recursos terá a dinâmica de “Coparticipação”, ou seja, para cada R$ 1,00 doado por pessoas físicas ou jurídicas, o Grupo Pedra Branca doará mais R$ 1,00.

 

O valor limite da coparticipação será de R$ 200.000,00, sendo R$ 100.000,00 em doações espontâneas ou mobilizadas pelos parceiros da iniciativa e R$ 100.000,00 doados pelo Grupo Pedra Branca.

 

O Fundo de Apoio, porém, não terá teto de arrecadações, portanto, mesmo após alcançar a meta de “Coparticipação”, continuará recebendo doações.

 

As doações podem ser realizadas por meio de depósito e transferências para a conta:

 

Banco: 001 – Banco do Brasil

Agência: 5201-9

Conta corrente 10918-5

ICOM – Instituto Comunitário Grande Florianópolis

CNPJ. 07.756.988/0001-62

 

  1. Mapeamento da Sociedade Civil Organizada

 

O ICOM irá mapear iniciativas de Organizações da Sociedade Civil, movimentos sociais e outros coletivos de interesse público que estejam realizando intervenções que contribuam para garantir o acesso das pessoas a alimentos seguros, nutritivos e suficientes durante o período de distanciamento social, em decorrência do coronavírus, na comunidade Frei Damião, em Palhoça.

 

  1. Mobilização de parceiros e doadores

 

Os instituidores e o ICOM deverão mobilizar parceiros para divulgação e doações para o Fundo de Apoio às Famílias da Frei Damião.

 

  1. Aplicação dos recursos financeiros

 

A equipe do ICOM e os instituidores do Fundo de Apoio às Famílias da Frei Damião participam da tomada de decisão sobre a aplicação dos recursos levantados. A doação às OSCs e movimentos sociais se dará via carta-convite.

 

  1. Prestação de Contas

 

O ICOM prestará contas dos recursos doados para os instituidores do Fundo e também para a comunidade por meio do site (http://www.icomfloripa.org.br/blog/) e redes sociais.

 

Como se dará o apoio financeiro às intervenções?

O ICOM enviará carta-convite para membros de OSCs, grupos e movimentos sociais que estejam realizando intervenções de acordo com o objetivo do Fundo de Apoio.

As organizações e grupos que receberem a carta-convite apresentarão sua intervenção ou projeto, que será analisado pela equipe do ICOM e pelos instituidores do Fundo. A tomada de decisão com relação ao apoio se dará tendo como base o alinhamento da intervenção com o objetivo do proposto pelo Fundo.

Fluxo do apoio:

  • O ICOM mapeia intervenções realizadas por OSCs, grupos e movimentos sociais, com apoio dos instituidores, na comunidade Frei Damião, em Palhoça;
  • Uma ou mais cartas-convites serão enviadas pelo ICOM, convidando a(s) OSC(s) a cadastrarem intervenções;
  • As intervenções serão analisadas pelo ICOM e pelos instituidores do Fundo de Apoio às Famílias da Frei Damião.

 

Por tratar-se de uma situação emergencial, estamos nos organizando para que o processo de tomada de decisão seja o mais rápido possível.

 

O Fundo de Apoio às Famílias da Frei Damião contribui para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU.

 

ODS 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável

 

ODS 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades

 

Em momentos de emergência como esse, reconhecemos a importância de estarmos juntos promovendo justiça social e direitos humanos em Palhoça.

 

Comunicação

Compartilhamos as peças da campanha por meio do link:

https://drive.google.com/open?id=1EpotC-V3rLoB11SHRdqEBD519EZsnZ7F

 

 Sobre o ICOM

O ICOM é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos e de interesse público que desde 2005 promove o desenvolvimento comunitário em Santa Catarina, mobilizando, articulando e apoiando a sociedade civil organizada e investidores sociais. Como sociedade civil organizada, apresenta caminhos possíveis para fortalecer a democracia. Tendo sua atuação guiada por esse propósito, o ICOM:

– Realiza ações para articular a comunidade e conhecer os desafios locais por meio de diagnósticos sociais participativos, para influenciar políticas públicas, subsidiar a atuação da sociedade civil organizada e orientar o investimento social privado.

– Fortalece organizações da sociedade civil, grupos e movimentos sociais para que sejam cada vez mais autônomos e capazes de coproduzirem o bem público e lutarem por direitos;

 

Sobre o Grupo Pedra Branca

O Grupo Pedra Branca nasceu há 20 anos, a partir da idealização de um loteamento que deu origem ao premiado bairro Cidade Pedra Branca, em Palhoça, na Grande Florianópolis, referência nacional e internacional em urbanismo sustentável planejado. Ancorada no conceito de “morar, trabalhar, estudar e se divertir ao alcance de uma caminhada”, criou um bairro que integra condomínios residenciais, edifícios corporativos, lojas comerciais e espaços de lazer qualificados.

Em 2013, a Pedra Branca Empreendimentos Imobiliários, Incorporadora e Construtora, formatou o Passeio Pedra Branca, o shopping a céu aberto do bairro, que reúne, atualmente, mais de 50 operações comerciais e de serviços. Dois anos mais tarde, o Grupo Pedra Branca deu origem a uma nova empresa, a Passeio Primavera, às margens da Rodovia SC 401, em Florianópolis, estendendo para a Ilha de Santa Catarina o conceito de shopping a céu aberto, que hoje reúne mais de 30 operações comerciais e consolida um importante polo de gastronomia e de serviços da cidade. Além da Pedra Branca Empreendimentos Imobiliários, da Passeio Pedra Branca e da Passeio Primavera, o Grupo Pedra Branca também detém a Passeio Endereços, empresa de locação que atende as operações dos Passeios e, também, aos proprietários das salas comerciais dos edifícios corporativos dos empreendimentos.

 

Sobre a Associação Empresarial de Palhoça

A Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, com 27 anos de atuação no desenvolvimento empresarial de Palhoça. Integrada ao Sistema Facisc, dentro do contexto associativista, conta com mais 550 empresários/associados e 7 núcleos empresariais em atuação voluntária.

A ACIP promove mais de 40 mil atendimentos por ano para pessoas e empresas. A equipe de suporte presencial possui 10 profissionais, 100% mulheres, além de prestadores de serviço contratados. A entidade tem atuação voltada para o desenvolvimento econômico regional por meio de práticas que estimulam o empreendedorismo como iniciativa de geração de empregos e de renda para a sociedade.

 

Sobre a Associação de Moradores do Bairro Pedra Branca

A Associação dos Moradores da Pedra Branca foi criada em 2004 a partir da iniciativa de moradores voluntários interessados em preservar o conceito de sustentabilidade consolidado pelo empreendimento. A AMO Pedra Branca é responsável pela limpeza, organização e segurança do bairro, que inclui o monitoramento das vias públicas por 24 horas. Os serviços executados por empresas terceirizadas contratadas pela entidade.

 

Para tirar dúvidas: [email protected] com o assunto “Fundo Frei Damião”.

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também