Nota de Repúdio

A Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) manifesta seu total repúdio ao comportamento dos sindicalistas laborais do transporte coletivo da Grande Florianópolis em buscar paralisações do segmento que, neste momento, é absolutamente essencial à população, diante da gravidade do quadro de abastecimento de combustíveis por conta da greve dos caminhoneiros.


A postura destes sindicalistas é recorrente, a mesma de outras oportunidades, onde as mobilizações têm sempre o objetivo de provocar transtorno e prejuízos em nome de uma pretensa defesa de direitos dos trabalhadores, estes, sempre os maiores prejudicados.

A população está fragilizada por uma crise econômica sem precedentes, a qual se agrava por uma inércia política e judicial absolutamente lamentável neste momento em que as instituições precisam restabelecer a autoridade e fazer valer os direitos constitucionais  dos cidadãos.

Nada justifica a postura beligerante e injustificada dos sindicalistas do transporte coletivo e de todas as demais categorias que se dispõe somente em criar mais dificuldades e sacrifícios para as pessoas. 

 
O momento exige posturas equilibradas e sensatas para a construção de agendas que recoloquem a situação no caminho da normalidade.

Palhoça, 29 de maio de 2018

Associação Empresarial de Palhoça (ACIP)

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também