Parceria com a Colônia Penal de Palhoça ganha novas adesões

A Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) e a Colônia Penal Agrícola de Palhoça formalizaram uma parceria inédita na região, abrindo o espaço físico e a utilização da mão de obra carcerária para empresas associadas que quiserem se instalar por lá. Até o momento quatro empresas já começaram as tratativas formais para participarem do projeto e esta semana mais uma comitiva da ACIP visitou a sede da Colônia Penal levando empresários interessados.

A Colônia Penal de Palhoça tem hoje 465 detentos e cerca de 40% deste contingente trabalha com oito empresas lá instaladas nesta parceria público-privada. A ideia do Estado é fazer com que essa unidade prisional alcance 100% dos detentos exercendo trabalho prisional, de acordo com o Secretário da Justiça e Cidadania, Leandro Lima, que acompanha de perto o andamento desta parceria.

Neste processo, a ressocialização dos apenados é feita através de atividades laborais e remuneradas. Cada três dias trabalhados representam desconto de um dia da pena e cada participante é remunerado com um salário mínimo mensal – o valor é igual para todos.

O Presidente da ACIP, Marcos Cardoso acredita que a partir da assinatura dos primeiros contratos, o que poderá acontecer em breve, novas empresas irão procurar a Entidade para este engajamento. “O projeto é fantástico porque só traz vantagens para todos os setores envolvidos. Acima de tudo é uma lição de Cidadania em que estas pessoas que cumprem pena com seus direitos cerceados acabando ganhando esta oportunidade de reinserção na Sociedade através do trabalho”.

Na parceria entre a Colônia Penal de Palhoça e a ACIP os empresários participantes podem optar pela instalação da empresa no espaço físico existente dentro do presídio ou a utilização da mão de obra penal existente em atividades externas. Todas as atividades e termos da parceria estão embasados por lei.

O Diretor da Unidade de Palhoça, Everton Luiz de Oliveira, recebeu na visita realizada nesta quinta feira (12.07) o Presidente da ACIP, Marcos Cardoso Canto, a Diretora de Capacitação Larisa Hemkemeier Webber de Mello, também representando a Fatenp, e o empresário Ricardo Marques, que foram recebidos pelo Diretor da Unidade Prisional, Everton Luiz de Oliveira.

Ricardo Marques, associado ACIP e que atua no segmento de comunicação visual, ficou muito satisfeito com as condições gerais da parceria e acredita que vai dar continuidade ao processo para se instalar dentro da área da unidade prisional.

– Vim aqui descobrir se o meu negócio encaixa nessa parceria e pelo que nos foi apresentado a iniciativa é perfeitamente viável.  Vamos verificar os encaminhamentos necessários em termos de documentação e estudar com muito carinho esta possibilidade – disse Marques.

Outro desdobramento desta visita é a possibilidade de realização de cursos técnicos de capacitação aos apenados numa parceria entre a ACIP, OAB de Palhoça e a Colônia Penal, aproveitando os recursos disponíveis na rubrica do Pronatec, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego que é vinculado ao Ministério da Educação.

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também