Linha especial para micros aguarda votação na Câmara Federal

O Plenário do Senado aprovou já aprovou (07.04) o projeto (PL 1.282/2020) do senador Jorginho Mello (PL-SC) que cria linha de crédito com juros mais baixos para micro e pequenos empresários no enfrentamento da crise econômica causada pela pandemia de coronavírus. A expectativa agora é pela votação na Câmara dos Deputados ainda esta semana.

Segundo o texto, o financiamento será concedido pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia com recursos dos Fundos Constitucionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Segundo a relatora, senadora Kátia Abreu (PDT-TO), a inclusão das cooperativas e bancos cooperativos vai facilitar os empréstimos.

Esta linha pega o segmento da microempresa, com faturamento de até R$ 360 mil por ano, é o único que ainda não tem linha de crédito do governo federal para se socorrer na crise do coronavírus. O projeto já aprovado no Senado prevê R$ 10 bilhões ao setor. Após essa votação, o projeto deve ir para sanção presidencial e ser implantado logo pelo governo federal.

Mais de 3 milhões de empresas podem ser contempladas. As liberações vão considerar o histórico de bons pagadores dos impostos do Simples. Uma grande vantagem é a baixa taxa de juro para esse dinheiro, 3,75% ao ano.

compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
tags
veja também